Centro de Convenções não tem prazo para reabrir, diz Pelegrino

Centro-de-Convencoes-Salvador

O secretário de Turismo do Estado, Nelson Pelegrino, afirmou em entrevista ao CORREIO, na última quarta (13), que o Centro de Convenções da Bahia (CCB) não tem prazo para ser entregue. “A gente sempre fica em dúvida de colocar muito dinheiro em algo que vai ser desativado em dois ou três anos. O esforço do governo é para entregar o mais rápido possível. Entretanto, o governador já anunciou um novo Centro de Convenções, no Comércio, que deve ser inaugurado nos próximos três ou quatro anos”, afirmou Pelegrino, ressaltando que o governo enfrenta dificuldades na reforma por conta do equipamento antigo. De acordo com ele, congressos com 1 mil a 2 mil pessoas podem ser feitos em hotéis.

Para o diretor do Pestana, Paulo Dias, porém, mesmo que os hotéis tenham Centro de Convenções próprios, a cidade sofre por não ter um centro próprio. “Temos um espaço para 2 mil pessoas. Mas, quando uma cidade não tem um Centro de Convenções para eventos de grande porte, as pessoas já passam a questionar se vale a pena ir para um evento de 1,5 mil pessoas”, afirmou, revelando que o Pestana sofreu com o fechamento do CCB pois nos últimos dez anos cerca de 45% do negócios vinham do turismo de negócios.

O presidente da Salvador Destination, Paulo Gaudenzi, alertou que eventos de grande porte não são fáceis de trazer para o estado. “Fica difícil captar eventos de grande porte sem um Centro de Convenções e ainda nesta crise. Não se conquista um evento de grande porte de um dia para o outro”, confessa.

Você pode pular para o final e deixar uma resposta. Pinging não é permitido atualmente.

Deixe uma resposta